Outras

O PPGCFL está sediado no Departamento de Ciências Florestais e da Madeira (DCFM), situado no município de Jerônimo Monteiro, ES, e conta com toda sua infra-estrutura física que inclui salas de aula, gabinetes, laboratórios, área experimental e salas administrativas. Além disso, conta com outros laboratórios multi-usuários situados no Campus do município de Alegre e áreas experimentais em Rive e São José do Calçado.

A área total da sede do DCFM é de 12.900 m2, sendo composta por 10 prédios, com 5.100 m2 de área construída, com a seguinte estrutura: a) auditório com capacidade para 180 pessoas, com teatro anexo; b) mini-auditório com capacidade para 60 pessoas; c) sete salas de aula com capacidade para 40 pessoas cada; d) biblioteca setorial especializada na área de Ciências Florestais e da Madeira; e) 20 gabinetes de professores; f) salas de reuniões; g) viveiro florestal, localizado a 12 km da sede, com área de 1.100 m²; h) herbário com uma sala de coleções e três salas de apoio (preparo, secagem e organização de materiais); i) Centro Vocacional Tecnológico da Madeira com estrutura e maquinário para treinamento de profissionais na área de usinagem e preservação da madeira; j) Secretaria do Departamento; k) Secretaria de Pós Graduação; l) Banheiros e vestiários; m) estrutura administrativa (recepção, almoxarifados); n) 22 Laboratórios equipados e em pleno funcionamento.

ÁREAS EXPERIMENTAIS:

1) VIVEIRO FLORESTAL
O Viveiro Florestal está localizado na Rodovia Cachoeiro-Alegre, km 06 (Área Experimental I) no município de Alegre-Espírito Santo. O mesmo possui uma área aproximada de 10.000 m2. Sua missão consiste em promover o desenvolvimento técnico-científico, com alto padrão de qualidade, da área de propagação de espécies florestais nativas e exóticas.

Objetivos: Atender as atividades relacionadas a pesquisa, ensino e extensão, em especial dos alunos de graduação em Engenharia Florestal e pós-graduação em Ciências Florestais, bem como a comunidade em geral; Possibilitar treinamento de estudantes de ensino médio e superior, matriculados em cursos afins à Ciência Florestal, na forma de estágio voluntário ou curricular; Produção de mudas de espécies florestais de grupos ecológicos distintos.

Principais equipamentos: Galpão com banheiros, almoxarifado, escritório, e área para preparo de substratos e enchimento de tubetes; Casa de sombra com irrigação controlada; Pátio para crescimento e rustificação de plantas em tubetes com canteiros suspensos e irrigação controlada e pátio com canteiros a pleno sol para mudas produzidas em sacolas plásticas; Sementeiras; Sala de apoio.

2) ÁREA EXPERIMENTAL DO DCFM

No município de Jerônimo Monteiro, com área total de 5,5 hectares, onde existem instalados:

a) um ARBORETO com 160 diferentes espécies florestais (8 repetições de cada);

b) 16 TALHÕES DEMONSTRATIVOS das seguintes espécies florestais: mogno, angico vermelho, jatobá, teca, cedro, cedro australiano, mogno africano, sapucaia, sucupira, jequitibá rosa, pinus caribaea, eucalipto clonal e eucalipto seminal, pau-brasil e jacarandá caviúna;

c) ÁREA ESTRUTURADA PARA EXPERIMENTOS TEMPORÁRIOS ligados a Pós-Graduação.

3) ÁREA EXPERIMENTAL NO MUNICÍPIO DE ALEGRE

O Centro de Ciências Agrárias conta com a estrutura de uma área experimental de 77,00 hectares situada no município de Alegre, onde são desenvolvidos os projetos de campo (plantios florestais, viveiro florestal, setor de mecanização, arboreto, recuperação de áreas degradadas, experimentos em áreas de preservação e reserva legal, sistemas agro silvo pastoris). Está área esta disponível ao Curso de Graduação em Engenharia Florestal e estará disponível aos estudantes de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais.

4) FAZENDA EXPERIMENTAL NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO CALÇADO

A Área Experimental e de Produção de São José do Calçado, localiza-se a 1 km da Rodovia ES 484 km 36. A fazenda possui área de 121,00 ha. Está em fase de implantação o Programa de Apoio à Agricultura Familiar - PROAF, em convênio com a Fundação Banco do Brasil. Esta área está disponível a atividades de aulas práticas e implantação e condução de experimentos dos cursos de Graduação e de Pós-Graduação do Centro de Ciências Agrárias - UFES.

INFRA-ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO PGCF

Gabinetes para docentes: 22 gabinetes para professores com área variando entre 14,0 e 30 m2.

Salas para discentes: quatro salas para discentes, referentes a cada linha de pesquisa, com área variando entre 40 e 60 m2.

Salas de aulas: 8 salas de aula para, no mínimo 40 alunos, sendo uma exclusiva para a Pós-graduação.

Secretaria do PGCF: uma Sala com 25,0 m2 para a Coordenação do Programa com mesas, armários, cadeiras, microcomputador ligado à Internet, impressora, linha telefônica; e uma Sala para Secretaria, local de atendimento e arquivo com 50,0 m2, com mesas, armários, cadeiras, microcomputadores ligados à Internet, impressora, linha telefônica e fax-símile.

OUTRAS ESTRUTURAS:

  • 1 Sala para Reuniões de professores, de 40,0 m2.

  • 1 Mini Auditório de 70,0 m2, com 60 assentos, com 1 televisor de 29 ?, 1 vídeo cassete, 1 microcomputador Pentium IV, 1 projetor multimídia 1200 lúmen, para apresentação de seminários e defesa de dissertações/teses.

  • 1 Auditório de 450,0 m2, com 300 assentos, ar condicionado central, com telão, projetor multimídia 1800 lúmen; e sistema de som, para palestras, cursos, congressos, simpósios etc.

  • 5 Salas de aula de 42m2, com capacidade para 40 alunos.

  • 1 Sala de Estudos com 54,0 m2, banheiro, 6 mesas, 12 cadeiras.

  • 2 Restaurantes Universitários, com capacidade para 500 (CCA/UFES) e 60 (NEDTEC) refeições diárias.

  • 1 Copa/Cozinha com 9,0 m2 com fogão, geladeira e outros utensílios.

Transparência Pública
Acesso à informação
Reuni

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910